Conserto de iluminária de emergência

iluminaria-empaluxNeste artigo vamos detalhar o funcionamento  das iluminárias de emergência,  fazer uma análise de seu circuito, defeitos frequentes e como consertar este eletrodoméstico que está presente em diversos estabelecimentos e residências.

Este modelo de iluminária de emergência é fabricado na china e importado para o Brasil com as seguintes características:

– Tensão da rede 127 e 220 V (com chave de seleção na parte inferior), fator de potência maior que 0.82.

– Autonomia da bateria com 1 lâmpada ligada é de 5 horas e com 2 lâmpadas ligadas é de aproximadamente 2 horas e meia.

– Possui duas lâmpadas fluorecente de 18W (luz do dia) tubular bi-pino.

– Bateria interna recarregável selada de chumbo de 6V/2.5 Amperes.

– Fusível de proteção interno.

Funcionamento do circuito

placa-iluminaria

Trata-se de um circuito simples, composto dos seguintes estágios:

Fonte retificadora AC_DC, diodos retificadores D1,D2,D6,D8 (1n4007) e o capacitor eletrolítico C5 (100uf/16V).

O circuito de controle de carga da bateria, é responsável em carregar a bateria quando está descarregada. É composto pelo SCR (BT169D) e resistores de polarização R13, R14, R15 e o diodo zener ZD1.

Circuito acionador do Breaklight e detector do nível de carga da bateria. É composto pelos  transistores Q1, Q4, Q5 e demais resistores de polarização.

Circuito oscilador e gerador de alta tensão para as lâmpadas fluorescentes. Composto pelos transistores Q2 e Q3, o transformador T1 e componentes de polarização.

Ao conectar o aparelho na rede elétrica, o circuito é alimentado por uma tensão de aproximadamente 12V. O terminal Gate do SCR é polarizado com nível de tensão e ocorre o disparo (condução) do SCR iniciando a carga da bateria se esta estiver descarregada. Com a chave comutadora na posição Desligado os demais circuitos permanecem inoperantes.

Para que o Breaklight entre em funcionamento quando houver falta da energia elétrica a chave de seleção deverá estar na posição de seleção de 1 lâmpada ou 2 Lâmpadas. Quando ocorre a queda da rede o circuito acionador do breaklight ativa o oscilador e o gerador de alta tensão, de acordo com a posição da chave de funções acende as lâmpadas fluorescentes. Este circuito é responsável pela detecção da descarga da bateria e desativará o oscilador gerador de alta tensão quando a bateria atingir um nível nínimo de carga.

Quando a energia elétrica retorna, o circuito de controle desativa o oscilador gerador de alta tensão. No caso de descarga da bateria o SCR entra em condução e recarrega a bateria novamente.

Quando queremos que a iluminária funcione desconectada da rede elétrica, basta acionar a chave comutadora selecionando as lâmpadas a serem acesas, o circuito de controle do Breaklight aciona o oscilador gerador de alta tensão e o mantém ativo até atingir o nível mínimo da carga da bateria, no qual desligará o circuito para não danificar a bateria.

Defeitos e soluções

pareAtenção : Antes de efetuar soldas ou substituição de componentes no circuito, desligue a bateria do circuito.

O defeitos mais comuns são solda fria (solda com mau contato), a queima do fusível de entrada e dos fusíveis internos no circuito. Este circuito possui o fúsivel de entrada instalado no próprio cabo de força, observe a figura abaixo.

fusivel-entradaO fúsivel de entrada encontra-se soldado diretamente no cabo de força e a chave comutadora da tensão da rede elétrica, sua conexão é protegida por um espaguete de tubo retrátil isolante.

Você deverá após substituir o fusível, providenciar a devida isolação das conexões com fita isolante ou com um pedaço de tubo retrátil isolante, facilmente encontrado em lojas de material elétrico.

Os demais fúsiveis encontran-se localizados na placa do circuito, (veja a figura acima).

Veja a seguir alguns defeitos pesquisados.

Não aciona as lâmpadas manualmente pela chave : Verificar o fúsivel (fuse1=3A) e o fusistor (R12=1ohm) na placa do circuito, podem estar aberto, chave comutadora com defeito, circuito oscilador gerador de alta tensão e circuito de controle com problemas.

Não carrega a bateria : Verificar o fúsivel de entrada, o fusível (fuse1=3A), o SCR (BT169D) e o diodo Zener ZD1 e resistores de polarização, podem estar com defeito.

Ao cair a rede não ativa as lâmpadas, bateria está com carga : Verificar a chave de comutação das lâmpadas, o circuito de controle e detecção de carga da bateria, circuito oscilador e gerador de alta tensão e os fusíveis na placa com defeito.

Acende as lâmpadas somente numa posição da chave : Verifique a chave comutadora, pode estar com mau contato.

Bateria descarrega rapidamente : Bateria pode estar com defeito (não segura mais carga).

Instruções de uso do aparelho

  1. Coloque a chave comutadora de tensão na posição 127 ou 220 V conforme a tensão da rede elétrica de sua cidade.
  2. Colocar a chave de comutação das lâmpadas na posição Desligado (posição central), colocar o plug na tomada e deixar carregar a bateria por 24 horas.
  3. Após a carga da bateria retire o plug da tomada, mude a chave de comutação das lâmpadas para a posição 1 ou 2 lâmpadas, verifique se as lâmpadas acendem normalmente nas duas posições. Se acender está tudo OK. Se não acender verifique se as lâmpadas estão encaixadas corretamente no seu soquete. Após este procedimento tente acionar as lâmpadas manualmente. Com a iluminária acesa recoloque o plug na tomada, a iluminária deverá se apagar, ficando em standby.

Prolongando a vida útil da bateria

Não ocorrendo a falta de energia com frequência, tire o plug da tomada e deixe a iluminária funcionando até as lâmpadas apagarem, logo após recoloque o plug na tomada e deixe recarregar novamente com a chave comutadora das lâmpadas na posição desligado por 24 horas.

Logo após o período de carga da bateria, desconecte da tomada e acione a chave comutadora das lâmpadas na posição desejada (1 ou 2 lâmpadas), a iluminária deverá acender normalmente. Em seguida conecte novamente na tomada mantendo a chave de comutadora acionada, a iluminária deverá se apagar ficando em standby.

Faça este processo uma vez  a cada 2 ou 3 meses, deste modo a vida útil da bateria será prolongada.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

27 pensamentos em “Conserto de iluminária de emergência”