Conserto fontes chaveadas de modens, roteadores, rádios wireless e carregadores de baterias. 2


Fonte chaveada 5V/2A Conteúdo enviado pelo site eletroniKa.net

Uma grande quantidade de aparelhos eletroeletrônicos já utilizam fontes chaveadas para seu funcionamento. São modens ADSL, roteadores, switch, acesso point, rádios wireless, carregadores de baterias, carregadores de celulares, fontes para notebooks e muitos outros aparelhos.

O uso desta tecnologia, possibilita a economia de energia, bem como fontes de menor tamanho. A maioria destas fontes possuem um circuito simples, de fácil conserto como podemos comprovar no decorrer deste post.

O circuito que apresentamos é uma fonte chaveada, utilizada em rádios wireless (acesso point dwl-900 marca Dlink). O circuito desta fonte é muito utilizado na maioria dos equipamentos que utilizam fonte chaveada para funcionar.

Trata-se de uma fonte 120 volts AC de entrada para uma saída de 5volts DC x 2A.

Componentes da fonte chaveada

Defeito: Fonte não funciona. Neste tipo de fonte, a caixa é geralmente colada na fábrica, deste modo utilizamos uma faca para abri-la. com cuidado para não atingir os componentes internos vamos separando as parte da caixa. A caixa vai soltando-se aos poucos.

De acordo com o projeto da fonte, a tensão de 120 volts AC entra na fonte passando por um fusível de 2A, logo em seguida passa por um filtro formado por uma bobina (choque de RF ) e chega aos 4 diodos retificadores onde é retificada e filtrada pelo capacitor eletrolítico de 33uF x 200v.

Apartir do capacitor eletrolítico, temos uma tenão DC de aproximadamente 160 volts, que é aplicada ao circuito chaveador. Parte destes 160 volts DC também é aplicado ao circuito PWM constituído pelo circuito integrado TL 3843.

Primeiramente verificamos a ausência dos 160 volts DC no capacitor eletrolítico de filtragem, isso nos dá uma pista de que algo está interrompido no circuito, então vamos seguindo passo a passo o caminho da energia até o ponto de teste.

Fusível de vidro

Testamos o fusível, está queimado, encontrando o fusível queimado, é sinal de que uma corrente além dos 2A percorreu o circuito ocasionando sua queima. Sempre que encontramos o fusível queimado num circuito devemos analizar os outros componentes que compôem o circuito, se algum componente eletrônico entrar em curto, o fusível queimará desligando o circuito da rede.

Neste caso devemos testar os diodos retificadores, o capacitor de filtragem, o transistor chaveador de potência e outros diodos que compõem o circuito.

Ponte retificadora com diodos Diodo retificador

Testamos os diodos retificadores, encontramos um dos quatro diodos em curto. Devemos subistituir por um de igual valor, no nosso circuito é utilizado o diodo 1n4007.

Capacitor eletrolítico

Testamos o capacitor eletrolítico, que funciona como filtro para os 160 volts DC, também está em curto, devemos troca-lo por um de igual valor em capacitância e tensão de funcionamento.

Testamos o transistor chaveador de potência, encontramos em bom estado, os demais diodos presentes no circuito também foram encontrados em bom estado.

Após a realização do teste dos componentes do circuito.

Componentes com defeito, encontrados na fonte

No circuito da fonte encontramos o fusível 2A queimado, um diodo retificador 1n4007 em curto e o capacitor eletrolítico de 33uf x 200v em curto.

Após a sua troca já podemos liga-la para ver se entra em funcionamento.Veja este link se você quiser construir uma lâmpada série.

Após a substituição dos componentes eletrônicos com defeito, ligue a fonte na rede 110 volts através de uma lâmpada série de 100w, para verificar o funcionamento.

Atenção:
Se a lâmpada de 100w acender e ficar acesa, desligue imediatamente a fonte da rede, pois temos mais componentes da fonte com problemas.

Se a lâmpada não acender é sinal que não temos nenhum curto circuito na fonte, verifique com um multímetro digital se já está saindo tensão de 5 volts DC da fonte.

Se tiver 5 volts na saída da fonte, já podemos ligar ao aparelho, se tivermos uma tensão diferente de 5 volts não tente ligar ao aparelho, podemos provocar um defeito sério no aparelho, inutilizando-o completamente.

No caso de não sair 5V DC na fonte, devemos suspeitar de outros componentes que compõem a fonte, o circuito integrado TL3843 pode estar com defeito, não é possível testa-lo, para comprovar seu funcionamento, deverá troca-lo por um novo. Observe a tensão no pino 7 do circuito integrado deverá ter aproximadamente 9 V, se for inexistente, verifique os resistores em série com o pino 7 e a fonte de 160V, verifique também os componentes que compõe a rede de alimentação do C.I.

Comprovado o seu perfeito funcionamento desligamos a fonte e aguardamos alguns minutos para que ocorra a descarga dos capacitores no circuito, feito isso realizamos a limpeza da placa no lado da solda; isso é muito importante, pois a resina deixada na placa durante o processo de retirada e solda dos componentes pode influênciar na estabilidade de funcionamento da fonte provocando travamentos no acesso point.

Placa suja com resina (fluxo de solda).

Placa suja com resina da solda

A limpeza poderá ser realizada com álcool isopropílico e uma escova dental, após a retirada da resina realizamos a secagem da placa com um secador de cabelos.

Placa limpa sem resina (fluxo de solda) entre as trilhas.

Placa limpa sem resina

Terminando o processo de limpeza e secagem da placa, realizamos um teste de funcionamento do aparelho deixando ligado por algumas horas.

Comprovado o funcionamento, é só montar a placa na caixa e colar as tampas com algumas gotas de cola super bonder.

Conclusão: O defeito solucionado pode ter ocorrido por dois motivos, no primeiro caso o diodo retificador entrou em curto deixando passar a corrente AC danificando o capacitor eletrolítico que só pode receber em seus terminais uma corrente DC, pois é um componente polarizado, deste modo ocasionou a queima do fusível de proteção. No segundo caso o capacitor eletrolítico pode ter entrado em curto, provocando um surto de corrente superior a 2 Amperes, fazendo com que o diodo entrasse em curto também, o diodo 1N4007 suporta uma corrente máxima de 1 Ampere, este surto de corrente superior a 2 Amperes causou a queima do fusível, desligando imediatamente a fonte da rede elétrica.

Este tipo de defeito é muito comum em fontes chaveadas de diversos aparelhos portáteis, e poderá ser solucionado com facilidade e um pouco de conhecimento em eletrônica.

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Compartilhe este artigo com seus amigos!



2 thoughts on “Conserto fontes chaveadas de modens, roteadores, rádios wireless e carregadores de baterias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>