Conserto de módulo de potência som automotivo Pyramid PB800-GX 46


Os módulos de potência para som automotivo estão presentes na maioria dos veículos das pessoas que curtem som de qualidade e com alto volume. Neste post vamos analisar o funcionamento e instalação de um modelo muito comum no mercado de som automotivo  bem como possíveis problemas encontrados nestes módulos de potência que podem chegar a mais de 14.000 Watts RMS.

O módulo de som automotivo da marca Pyramid modelo PB800-GX, possui potência nominal de 1000W PMPO sob 2Ω de carga na saída. O Módulo é constituído de 4 canais de som, que podem operar individualmente, tendo uma saída de 4 canais ou em Bridge (ponte) para uma saída de 2 canais stéreo.

Para melhor compreender o seu funcionamento, dividiremos o circuito em 3 blocos distintos:

1 – Pré amplificador, controle de níveis e controle de tonalidade

2 – Módulo de potência

3 – Gerador de alta tensão com fonte simétrica e controle de temperatura

Veja a figura a seguir

placa-circuito-modulo-som-automotivo

Pré-amplificador, controle de níveis e controle de tonalidade

placa-pre-amplificador-modulo-som

O circuito pré-amplificador é responsável em pré-amplificar os sinais proveniente da fonte de áudio, geralmente um Rádio/CD/DVD Player e atuar como um controle de nível e tonalidade para que os sinais sejam amplificados pelo módulo de potência com a máxima intensidade e fidelidade. O circuito pré-amplificador é composto por vários circuitos integrados BA4558 (amplificadores operacionais) sendo que cada canal é pré -amplificado separadamente por cada C.I. BA4558, os controles de níveis atuam diretamente neste circuitos integrados controlando o fator de amplificação do circuito.

O controle de tonalidade é realizado pelo circuito integrado AN6554 que atua no controle de  graves e agudos no circuito pré-amplificador.

Os defeitos mais comuns apresentado no circuito pré-amplificador é canais sem som, som distorcido ou os controles de tonalidade não atuando. Estes defeitos geralmente são causados por problemas nos circuitos integrados relacionados e seu componentes de polarização, poeira ou mau contato nos controles

Amplificador de potência

placa-modulo-potencia-som-automotivo

O circuito amplificador de potência é constituído por 4 amplificadores individuais e podem oferecer 4 canais de som separadamente.

No modo bridge, os 4 canais são agrupados formando 2 canais de som de alta potência.

O modo de operação é selecionado no painel frontal, através do conjunto de chaves é possível obter 2 canais de som stéreo de alta potência (bridge), 3 canais de som ( 2 canais stéreo + 1 canal em bridge para subwoofer) ou 4 canais de som individuais.

Através do painel frontal é possível agrupar o canal 1/2, tranformando-os em mono canal podendo assim ser utilizado em modo bridge, assim como canal 3/4 também poderá ser agrupado transformando-os em mono canal para ser utilizado também em modo bridge.

O defeito mais comum no circuito de potência é a queima dos transistores de saída e seus componentes de polarização, os mesmos deverão ser substituidos por outros similares.

isolador-danificado

Na substituição dos transistores de potência devemos observar o estado dos isoladores, em caso de dano devido ao calor, devemos troca-los, bem como a limpeza total da pasta térmica antiga e aplicação de uma camada de pasta térmica nova. A pasta térmica tem a função de transferir para o dissipador todo o calor gerado no componente, mantendo-o refrigerado.

Atenção : Na substituição do isolador, aplique uma camada de pasta térmica entre o dissipador e o isolador e também entre o isolador e o transistor de potência, deste modo teremos a máxima transferência de calor do componente para o dissipador.

Gerador de alta tensão simétrica

Para que seja possível produzir alta potência sob uma baixa tensão (12V gerado pela bateria) é necessário consumir altas correntes, isto inviabiliza o projeto devido a dimensão dos condutores na placa do circuito.

Para solucionar o problema e garantir alta potência de som com baixa distorção mesmo com variação da fonte, foi desenvolvido dentro do módulo um gerador de alta tensão que alimenta o estágio de potência e o pré-amplificador com uma tensão simétrica (+V e  -V).

Deste modo conseguimos produzir alta potência com níveis de corrente aceitáveis ao projeto. Veja a fórmula.

P = E . I

P: Potência, E: Tensão, I: Corrente em Ampères

Com o aumento da tensão, é possível reduzir a circulação de corrente para alcançar a potência desejada.

Neste módulo é utilizado uma tensão de funcionamento de +26V e -26V nos transistores de potência.

Funcionamento do gerador da fonte simétrica

O coração da fonte simétrica é o C.I. TL494, um circuito integrado PWM (Pulse-Wigth-Modulation). O C.I. TL494 é alimentado pelo pino 12 com uma tensão de aprox. 12V.

No pino 5 podemos ver com um osciloscópio a forma de onda dente de serra, sendo responsável pela frequência do oscilador interno o resistor de 3K (pino 6) e o capacitor de poliester C511 de 4K7pf (pino 5).

Nos pinos 1, 2, 15, 16 e 3 temos sinais que servem de amostragem de erro para o circuito integrado, deste modo o circuito PWM mantém o seu funcionamento estável e preciso.

Os pulsos PWM saem pelos pinos 9 e 10 do circuito integrado TL494 e são aplicados aos transistores 2SA965 (Q509 e Q510) onde são amplificados e aplicados ao transistores fet IRFZ44N (Q501, Q502, Q503 e 504). Uma corrente PWM é aplicada ao tranformador toroidal surgindo assim, uma corrente AC no secundário do transformador toroidal. A corrente AC é retificada na ponte retificadora formada pelos diodos D509 e D510 e filtrada pelos capacitores eletrolíticos C509A e C520A onde temos a tensão de alimentação da fonte A com +26V e -26V. Para a fonte B o circuito é identico a fonte A.

Neste modelo temos então, duas fontes de alimentação (A e B) sendo as duas fontes controladas pelo circuito integrado TL494.

Cada fonte é responsável por alimentar dois canais do módulo de potência.

O circuito integrado 2904D é um duplo amplificador operacional, sendo responsável pelo monitoramento da temperatura do módulo, ele amplifica o sinal vindo do termistor que está fixado junto ao dissipador do módulo. Esta informação é aplicada ao circuito PWM que controla a fonte no caso de aquecimento excessivo do módulo. Este mesmo circuito integrado tem a função de desativar o circuito PWM em caso de problemas com o circuito de potência do módulo.

O acionamento do módulo é realizado através do conector “remoto” do módulo, onde é alimentado com 12V o pino 12 (VCC) do C.I. TL494 através do resistor R516 (10R) e o diodo D501.

Defeito com o circuito integrado TL 494 ou com algum de seus componentes de polarização deixa o módulo inoperrante.

Problemas com os transistores pré-amplificador do sinal PWM e os transistores fet pode causar o não funcionamento de um dos canais do módulo de potência, bem como o desligamento total em caso de curto nos transistores de potência no canal de áudio.

Este tipo de fonte com circuito de controle PWM temos uma tensão de alimentação estável para os estágios amplificadores de áudio, garantindo baixíssima distorção e alta fidelidade, mesmo com a tensão da bateria variando devido ao alto consumo de corrente quando em uso com volume alto.

Instalação do módulo de potência

A instalação do módulo de potência deve ser realizado observando alguns cuidados para manter a qualidade do som e o seu perfeito funcionamento.

Dê preferência a locais ventilados. O dissipador esquenta bastante sob regime de alto volume.

Para conectar a entrada de sinal no módulo utilize cabos e conectores próprios para áudio, de preferência para cabos coaxiais com malha trançada densa. Isso evita a captação e entrada de ruídos proveniente do sistema de ignição do veículo.

Ligue a carcaça do módulo ao terra (carcaça do veículo). Utilize fios grossos ou malhas de grande espessura tipo as utilizadas para aterrar o motor do veículo a carroceria.

Puxe a alimentação do módulo diretamente da bateria. Para evitar quedas de tensão no cabo de alimentação utilize fios flexível de bitolas acima de 10mm. o mais curto possível.

O conector “Remote” do módulo deverá ser ligado a saída remote do Rádio/CD/DVD Player. Se o rádio não tiver uma saída remote, ligue o remote do módulo através de uma chave L/D na alimentação 12V no painel do veículo, neste caso você poderá ligar e desligar o módulo de potência quando não está em uso.

Para a saída dos alto-falantes utilize fio flexível (polarizado com capa dupla) com expessura mínima de 2.5mm. Cuidados devem ser tomados para que não ocorra curto circuito entre os fios dos alto-falantes e também com a caroceria do veículo.

Circuito de proteção

O módulo Pyramid PB800-GX possui dois fusíveis de proteção, ambos ligados em paralelo (para suportar a grande demanda de corrente), instalados em série com a entrada de alimentação (+).

Internamente existe um diodo (1N5406) que evita a polarização invertida da alimentação no módulo.

Em caso de ligar invertido a alimentação no módulo, o diodo conduz curto circuitando a entrada queimando os fusíveis. Antes da trocar os fusíveis de entrada verifique se o diodo não encontra-se em curto.

O módulo possui um circuito de proteção que atua em casos de sobre carga na saída ou níveis excessívos de áudio na sua entrada. A atuação da proteção poderá ser observada no painel frontal com o acinamento do LED protection.

Instalação dos alto-falantes

O módulo Pyramid PB800-GX possui 4 canais de áudio independentes, que pode ser ligados individualmente 4 alto-falantes de 8/4/2 Ohm de impedância.

O módulo Pyramid PB800-GX possui o ajuste de Treble (agudos) atuante para o canal 1 e 2 e  ajuste de Bass (graves) atuante somente no canal 3 e 4. Leve em consideração esta informação no momento de projetar o seu som. Ao instalar os alto-falantes, subwoofer ou twiters observer sempre a polarização dos conectores.

Através das chaves frontais podemos chavear o módulo para trabalhar em mono canal e utilizar a saída em bridge, fazendo assim 2 canais stéreo com o dobro de potência. Veja a figura abaixo. Lembre-se que o Treble será atuante no canal 1/2 e o Bass será atuante no canal 3/4.

Também é possível chavear o canal 3/4 em mono para ligar um subwoofer em mono sob alta potência e bridge, e ainda manter no canal 1/2 dois alto-falantes em stéreo, ambos para canal esquerdo e direito. Se for instalar um subwoofer utilize o canal 3/4 em mono e sua saída em bridge, deste modo poderá ajustar o nível de Bass (graves) através do controle frontal. Veja a figura a seguir.

Também é possível chavear o canal 1/2 em mono e ligar sua saída em bridge para ligar um twiter sob alta potência e ainda manter dois alto-falantes em stéreo, ambos para canal esquerdo e direito. Se for instalar um twiter utilize o canal 1/2 em mono e sua saída em bridge, deste modo poderá ajustar o nível de Treble (agudos) através do controle frontal. Veja a figura a seguir.

Também é possível chavear o canal 1/2 em mono e utilizar sua saída em bridge para ligar um tweter em mono sob alta potência, e chavear o canal 3/4 em mono e também utilizar a sua saída em bridge para instalar um subwoofer. Se for instalar um twiter utilize o canal 1/2 em bridge,  deste modo poderá ajustar o nível de Treble (agudos) através do controle frontal. Para instalar o subwoofer utilize o canal 3/4 em bridge, deste modo poderá ajustar o Bass (graves) no controle frontal.Veja a figura a seguir.

Em todas as saídas poderão se ligados arranjos de vários alto-falantes, twters e subwoofers, desde que sejam respeitados as impedâncias mínimas do módulo de potência utilizado. Geralmente é utilizado combinações de 8/4 ou até mesmo 2 Ohm na saída. Cuidado com arranjos de alto-falantes, tweters e subwoofers, cuja a impedância total fique próximo e ou abaixo de 2 Ohm. lembre-se, 0,5 Ohm (meio Ohm) é 25% a mais de carga na saída e consequentemente mais calor e mais corrente nos transistores de saída do módulo de som.

Controle de nível do sinal de entrada

O modelo PB800-GX posui dois controles de níveis que atuam no sinal de entrada do módulo de potência. Inicialmente colocamos os ajustes de nível na posição mínima e ajustamos o volume da fonte de sinal para no máximo meio volume (mínimo de distorção). Ajuste o controle de nível para a máxima potência de saída sem que ocorra distorções ocasionadas por saturação da entrada, se ocorrer distorções no som, você poderá baixar o nível da saída da fonte de sinal.

Os aparelhos mais modernos possuem saídas auxiliares para serem ligados aos módulos de potência. Utilize as saídas auxiliares para ligar ao módulo de potência. Não é recomendado utilizar as saídas de alto-falante da fonte de sinal para ligar na entrada do módulo de potência.

O módulo Pyramid PB800-GX não tem apresentado defeitos constantes, sendo uma boa opção para aplicações com cargas de 4 Ohm com volumes de intensidade moderada (média potência).

Sua potência nominal total é de 800 Watts PMPO sendo esta dividida em 4 canais de 200 Watts PMPO resultando em pouco mais de 50 Watts RMS por canal.

Alguns defeitos solucionados

Queima do circuito de entrada remote: O circuito remote é composto pelo resistor R 516 ( 10 R) e o diodo D501 (desconhecido) com a função de polarizar a entrada, este porém, está ligado em série com o resistor. Estes componentes são responsável pela alimentação do circuito integrado TL 494 (que liga o módulo) e o JRC 2409 . A queima destes componentes deixa o módulo inoperrante. Para o diodo podemos utilizar o diodo 1N4001 ou 1N4007. Bom trabalho.

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Compartilhe este artigo com seus amigos!



46 thoughts on “Conserto de módulo de potência som automotivo Pyramid PB800-GX

  • Responder
    Chucre Suaid Junior

    Eu gostaria de saber qual é o termistor da pyramid 800W?
    Eu não quero levar o amplificador pra ninguém mais arrumar. O último que eu levei roubou minha pyramid e me entregou essa toda lascada. Ela funciona 30 segundos e desliga, 4 segundos e desliga, 1 minuto e desliga, no volume 0 desliga. Alguém pode me dizer o que eu devo trocar para arrumar isso?
    Desde já agradeço.

    Atenciosamente,

    Chucre

    • Responder
      Marco's Autor

      Olá CS Junior. O termistor no Piramyd 800 é um componente que está localizado ao lado dos transistores de potência, seu aspecto é um componente de 2 terminais e com uma espécie de conector metálico para ser fixado no dissipador de calor do módulo (na quarta figura do texto, é possível ver o componente no lado inferior direito da figura). De acordo com seu relato, qualquer anormalidade no módulo de potência, fonte e circuito de controle pode ativar a proteção e desligar o módulo. Neste caso uma análise detalhada deverá ser feita para isolar o setor com problema, antes de ir trocando peças. Bom trabalho.

    • Responder
      Marco's Autor

      Olá Lucas, Todos os módulos de som possui um limite máximo para o nível de sinal que deve ser aplicado na entrada, neste caso pode estar sendo ultrapassado o nível máximo. Tente diminuir o ganho de nível na entrada do módulo, se este ajuste não existe no seu módulo, então baixe o volume no CD Player ou diminua o nível dos graves no equalizador. Sempre utilize as saídas auxiliares do CD player, não é aconselhável ligar diretamente as saídas dos alto-falantes do CD Player diretamente na entrada do módulo de som. Picos de graves podem saturar a entrada do módulo atuando a proteção do módulo.

  • Responder
    carlos

    Os pinos 1,2,15,16 e3 sao pinos de monitoramento do tl 494, se der alguma alteração nesta linha ele entra em proteçao também, no caso esta em proteção mas todos os transistores de alta estão bons é uma potencia piramidy, como vc fazem para ir isolando o defeito, ou monitorando.

    • Responder
      Marco's Autor

      Olá Carlos, Quando o problema é mais complicado e não uma simples troca de componentes então é necessário uma bancada adequada para trabalhar com determinados aparelhos. É necessário uma fonte de alimentação constante adequada ao consumo do módulo, uma fonte de sinal constante com níveis adequados aos especificado pelo fabricante do módulo e por fim, um conjunto de cargas para simular a impedância mínima especificada pelo fabricante. Quando aciona a proteção, provavelmente uma ou mais das situações apresentadas estão fora dos padrões especificados ou um defeito no circuito pode estar ocorrendo. Levamos em consideração que temos uma bancada adequada para trabalhar com tais aparelhos, então temos um circuito com defeito. O módulo de som é composto por uma fonte interna (simétrica) projetada para alimentar a saída do módulo com alta tensão, proporcionando ao circuito correntes mais baixas do que fosse alimentado diretamente com 12V. Todos os circuitos do módulo (saída de potencia, temperatura, nível de entrada, fonte interna e carga mínima) são monitorados por um circuito composto pelo IC 494 e componentes auxiliares e em qualquer situação que saia do especificado pelo fabricante o módulo é desativado. Ao ligar o módulo o mesmo já entra em proteção, você deve verificar as condições da fonte e da saída de potência, bem como o próprio circuito responsável pelo acionamento da proteção. Lembre-se que o amplificador de potência é composto por vários componentes e não somente pelos transistores de potência. Para isolar o problema, tente desligar alguns canais no circuito de potência, verifique a simetria do sinal entre a entrada e a saída (aplique um sinal de áudio senoidal de 1Khz na entrada e verifique com o osciloscópio a simetria do sinal na saída entre os canais, isso pode te dar uma pista de onde pode estar o problema). Ligue o módulo com uma carga de 16 ou 32 OHM assim a corrente na saída é baixa e você poderá trabalhar sem acionar a proteção. Verifique a fonte interna e tenha a certeza de que ela esteja funcionando corretamente (+ 0V -). Uma dica é observar componentes de marcas diferentes na saída de potência e na fonte, pode ocorrer uma diferença de ganho entre os componentes que podem afetar o funcionamento do módulo. Tenha a certeza de que tais componente sejam de boa procedência, componentes de segunda linha (remarcados) geralmente não funcionam adequadamente.

  • Responder
    Carlos

    Olá Marco’s estou tendo um problema com meu modulo MKS 3.0, tento ligar mas não liga de imediato, sempre tenho que ficar ligando e desligando até que ele funcione corretamente. Também está gerando muito ruído. O que pode ser?

  • Responder
    Murilo

    Opa uma dúvida tenho um modulo Taramps 600 liguei minhas cornetas mas elas ficam com um ruído, só que elas tocaram por um tempo e depois começou essa falha…

    • Responder
      Admin

      Olá Murilo, ruído em muitos casos é problema de aterramento deficiente, conectores com mau contato ou oxidados, cabos de áudio com baixa qualidade na malha. Tente isolar o problema, ligando somente o módulo sem nada conectado nas entradas, muitas vezes o ruído pode estar vindo da fonte de sinal (rádio). Observe se o ruído é proveniente do sistema elétrico (ruído aparece quando o motor está em funcionamento ou quando ligamos um outro dispositivo), é comum surgirem ruídos devido a fugas no sistema elétrico do motor. Em último caso pode ser defeito interno no módulo, somente com uma análise detalhada do circuito você poderá detectar onde se origina o problema. Observe no módulo os capacitores de entrada da alimentação do módulo se os capacitores de filtragem encontra-se em bom estado.

  • Responder
    Duarte

    ola pessoal, eu tenho um Módulo Amplificador DIGISOUND HL560 e eu não tenho o esquema dele, então eu queria uma ajudinha.
    qual é a resistência ou a medida delas ( são duas que fica do lado dos capacitores).
    por favor me ajudem. obrigado

    • Responder
      Marco's Autor

      Olá Duarte, Não conheço este modelo de amplificador DIGISOUND HL560, esquemas é difícil de encontrar, você não comentou em que local do circuito se encontra os capacitores e se os resistores estariam ligados neles; neste caso fica difícil lhe ajudar.

    • Responder
      Marco's

      Olá Adolfo, O módulo precisa de estar sempre bem ventilado. É claro que se o técnico fizer o conserto corretamente, o módulo vai funcionar perfeitamente como saiu de fábrica.

  • Responder
    francisco

    amigo estou precisando comprar uma peça esta peça e a saida rca o meu modulo piramidy 1200 voces tem esta peça pra vender e quanto custa meu cep e 65300-000

    • Responder
      Marco's

      Olá Francisco, No momento não trabalhamos com vendas de componentes para reposição. Acredito que você encontrará facilmente em oficinas de conserto de som automotivo.

  • Responder
    vmsomeluz@hotmail.com

    modulo de potência roadstar 840 jà troquei 2 vezes os trasistos irfz 44 retificador c2575 c2577 trasistor b 778 e d 998 continua a queima fica umas 5 hrs e entra em curto oque pode ser tem alguma ideia sò queima um lado da potencia obrigado vando marcondes !

    • Responder
      Marco's Autor

      Olá Vando, Se está queimando os componentes trocados é provável que existe mais componentes com defeito no circuito do canal com problema. (Dica) Depois de trocados os componentes encontrados com defeito e com o aparelho desligado você poderá comparar os dois canais medindo a resistência elétrica em relação ao GND do circuito. Se você encontrar diferencia entre os pontos testados entre os canais, então deve ter mais componentes com defeito e se você ligar o aparelho vai ocasionar novamente a queima dos componentes trocados. Neste caso uma pesquisa detalhada no circuito com problema deverá ser feito antes de ligar.

  • Responder
    Michel

    Olá levei meu som em uma loja automotiva, pela análise feita me falaram que minha potencia está com o canal de voz defeituosa, os sintomas apresentados é o som distorcido porém operante mais com muito chiado nos altos falantes e na corneta realmente pode ser isso?

    obrigado

    • Responder
      Marco's Autor

      Olá Michel, Som distorcido pode ser alimentação do módulo deficiente (instalação com fio muito longo e fino), terra deficiente, impedância dos alto-falantes incorreta, bateria fraca e defeito nos alto-falantes. Depois de tudo verificado pode ser considerado um defeito no circuito do módulo.

  • Responder
    cleitonizaltino

    Olá amigo sou tecnico em eletronica e deu entrada em minha oficina um modulo de potencia pyramid 1000 watts bridgeable pb 780 4 canais com os fusiveis abertos fiz a substituição abriu novamente ai comecei os trabalhos logo encontrei um irfz46n incurto troquei e sumiu ocurto liguei tocou com o som praticamente que não se entende muito roco nos 4 canais e notei que só aquece os trs A1516 os c3907 ficam frios como se não tivesse alimentação emais nos coletores tem os 30v.Os transistores de saida estão todos bons.fico no aguardo de alguma dica.

    • Responder
      Admin

      Olá Cleiton, Primeiramente tenha certeza que a fonte esteja trabalhando corretamente. Geralmente a fonte é simétrica, (+) (-) e GND. Após faça uma análise detalhada em todos componentes no canal.

  • Responder
    clovis herbst

    Show de bola tua explicação,mas apenas para explicar um pouco melhor sobre a pasta térmica,na verdade ela serve para corrigir as imperfeiçoes dos dois metais, e se colocada em excesso, piora a dissipação do calor em vez de ajudar.

    • Responder
      Admin

      Olá Clóvis, Está correto a sua explanação, apenas uma finíssima camada de pasta térmica deverá ser aplicada entre o dissipador e o componente promovendo assim a máxima transferência térmica entre os dois componentes.

  • Responder
    carlito junior

    caros amigos estou com um taramps t4.5k ele queimou os transistores de saída IRFP90n20D i o mesmo estava em proteção.. foi substituidos os IRFP90N20D e os ir2010 porém na ele funcionou corretamente mas está SEM SOM algué pode me ajudar …aguardo ancioso pelo contado obg tbm dou dicas de varios modulos carlito_junior2005@hotmail.com

    • Responder
      Marco's

      Olá Carlitto. Como a troca dos transistores não solucionou o defeito é porque existe outros componentes com problema. Você deverá testar todos os componentes que trabalham no referido canal e testa-los um a um e substituir aqueles encontrados com problemas. Resistores, diodos, capacitores e transistores pré-amplificadores também podem ter pifado no circuito.

  • Responder
    olairmarcos Autor

    Caro samotos, no modelo mencionado no post, você pode perceber que existe uma entrada que trabalha com o bass (graves), o modelo que mencionou no comentário dever ser algo parecido, então, injete um audio na entrada bass e vai seguindo o som com um seguidor de sinal ou um osciloscópio e encontrará o local ( o circuito) onde está inoperante ( sem amplificação para os sinais de graves). É bem provável que o defeito esteja na placa pré amplificadora equalizadora do módulo.

  • Responder
    samotos

    ola, eu gostaria de saber se alguem pode me falar qual o possivel problema de um pyramide pb-670gx que eu tenho, ele liga funciona mas não dar graves só funcicona medio e agudo não tem grave. Obrigado…

  • Responder
    Marco's

    Caro Vinicius, o diodo mencionado no circuito remote tem a mesma aparência de um diodo zener de baixa potência mas não é um diodo zener que está no circuito. Trata-se de um diodo retificador comum de 0,5A. Você poderá utilizar o diodo 1N4001 ou 1N4007 no seu lugar que vai funcionar perfeitamente.

  • Responder
    vinicius

    Amigo , no caso do circuito do remote, o diodo que esta queimado nao é um zener pela aparencia?No caso se eu colocar um diodo comum nao ira afetar o circuito?
    Estou com esse problema ai, mas esta duvida cruel!
    Espero resposta,
    Grato

  • Responder
    Andre

    Meu pyramid toca apenas os canais 1 e 2, abri, troquei os transistores e resistores do lado 3 e 4 pois estavam rachados, porem agora o pyramid entra em curto toda vez q ligo.
    troquei os diodos zenner mas nao fez diferença.o modulo indica estar ligado(o led verde) apenas com o remote e o terra ligados, sem o positivo.Alguma ideia do que pode ser? obrigado

    • Responder
      Marco's

      Olá André, Você deve sempre fazer uma verificação completa nos capacitores, resistores, diodos e transistores no canal pifado, antes de ligar. No seu caso ainda existe componentes com defeito no circuito e uma verificação detalhada é necessário. Mãos a obra.

      • Responder
        cristiano

        olá marcos cara tou com um pyramide pb670gx 1000w cara ele tar armando proteçao ja veriquei os transistores de saida estar todos ok eu troquei todos os capacitores do lado em curto i ainda nao resolveu ai eu peguei os trasistores do outro canal e coloquei no canal que tava em curto pois ainda nao resolveu depois peguei os ic 4570c do outro canal e coloquei no que estava em curto mas nada deu certo so mim resta agora medir as resistencias para ver se tem alguma aberta queria saber como medir aqueles resistores de 5w 0r15j eles sao brancos parece ser feito de cristal desde ja agradeço. mim diz ai oque eu posso tar verificando a fonte estar saindo 62 volts

        • Responder
          Marco's Autor

          Olá Cristiano, Se você tem problema com um dos canais, você pode ir comparando o canal bom com o defeituoso, você pode encontrar componentes com problema medindo a resistência com referência ao terra em determinados pontos do circuito e pelo modo de comparação você poderá detectar onde pode estar o problema. Verifique também se a fonte está funcionando corretamente a tensão positiva e negativa devem ter praticamente o mesmo valor. Suspeite também do circuito que ativa a proteção, o mesmo pode estar com problema e assim ativa a proteção erradamente. Para testar os resistores mencionado, coloque o multímetro na escala X1(se for digital coloque na menor escala possível) e faça a medição, o mesmo deve medir em torno de 0,15 OHM (quase um curto).

    • Responder
      francisco clodoaldo de oliveira

      olá Alessandro, dê uma olhada também nos isoladores entre os transistores e a carcaça, se alguns deles não estiver isolando corretamente, pode ocasionar esse problema, boa sorte e feliz ano novo.

    • Responder
      Marco's

      Caro Eduardo. São vários os fatores que podem acionar a proteção do módulo, destacamos algumas: Excesso de volume na entrada do módulo, impedância abaixo do mínimo estabelecido, queda de tensão acentuada da fonte de alimentação, defeito no circuito de potência do módulo ou aquecimento excessivo.

  • Responder
    jefferson

    Boa explicação, acho que deveria ter frisado um defeito muito comum neste módulo até mesmo em módulo zero, tirado da caixa…Ele queima um dos diodo zener de 15v que fazem a fonte de alimentação do 4558, assim o modulo nao sai som ou se sai fica chiando,para solucionar so basta trocar o diodo zener de 15v por um de 15v /1watts.

    • Responder
      Marco's

      Obrigado pelo seu feddback, até o momento não tinhamos relatos deste problema, o diodo zener em questão pode estar mal dimensionado no circuito, já que a troca do diodo zener original por um de maior potência resolveu o problema.

  • Responder
    wesley cardoso wcg

    Muito bom mesmo obrigado por compartilhar a sabedoria conosco se tu tiver mais artigos ou algo relacionado a eletronica se der me mande para o e-mail pois gosto muito disso e estou começando agora ok obrigado

  • Responder
    Ederson

    Muito boa esta explicação. Poderia colocar mais explicações sobre modulos de potencia, porque na net tem muito pouco sobre esse assunto valeu…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>